segunda-feira, 1 de junho de 2009

QUEM SÃO OS SANTOS PARA A IGREJA CATÓLICA

Os santos são o exemplo de que o exemplo de JESUS ,o SANTO dos santos , deve e pode ser seguido , isso ocorre para que não tenhamos desculpas diante do PAI dizendo que somente JESUS é SANTO ; Cuidado !!! Esta é uma das afirmações do inimigo de DEUS para desmentir a PALAVRA quando esta afirma que : " SEDES SANTOS COMO O SENHOR TEU DEUS È SANTO ! " ( Lv 19 , 2 -- 20 , 7 -- 1 Pd 1 , 16 ) . E JESUS falando :" CORAGEM , EU VENCI O MUNDO ! " ( Jo 16 , 33 )

12 comentários:

Anônimo disse...

Obrigado pelo esclarecimento , ótimo artigo .

Anônimo disse...

Ótimo artigo .

OLHO VIVO disse...

SANTOS Á LUZ DA BÍBLIA

Gostaria de fazer algumas considerações pertinentes ao assunto sem, no entanto esgotá-lo até porque não sou especialista. Como cristão quero fundamentar os meus argumentos sobre a Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, pois afinal é ela que norteia a vida de um cristão verdadeiro. O próprio catolicismo a tem como base para algumas de suas práticas.

A Bíblia, todas as vezes que trata do assunto ou refere-se a “santo” fala com pessoas VIVAS, que de alguma forma na sua conduta tinham algo especial que pudessem identificá-los como tal. Vale lembrar que depois de mortos, ninguém recebe por parte dos escritores sagrados o tratamento de “SANTO”. Ela afirma categoricamente: “Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem ao silêncio da sepultura” - Salmos 115:17.

Os textos abaixo podem auxiliar no entendimento sobre a matéria:

“Mas aos santos que estão na terra, e aos ilustres em quem está todo o meu prazer” - Salmos 16:3

“Pois não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu santo veja corrupção” - Salmos 16:10

“Cantai ao SENHOR, vós que sois seus santos, e celebrai a memória da sua santidade” - Salmos 30:4

“E aconteceu que, passando Pedro por toda a parte, veio também aos santos que habitavam em Lida”- Atos 9:32

“Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade” - Romanos 12:13

“Mas agora vou a Jerusalém para ministrar aos santos” - Romanos 15:25

“Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus” - Efésios 1:1

“Aos santos e irmãos fiéis em Cristo, que estão em Colossos: Graça a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo” - Colossenses 1:2

“Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos” - Judas 1:13.

Nota-se claramente que enquanto em vida o tratamento é admissível e usado para as pessoas como “SANTO”, no entanto, após a morte como ela é o limite das relações entre os seres vivos, não há porque elevá-los ao grau de santidade. Outra coisa é que a única pessoa que depois da morte foi concedido atender o homem nas suas aflições e nos seus sofrimentos, este foi JESUS. Qualquer outra tentativa de dar alguém que já morreu a capacidade de interceder por nós é mentirosa e não encontra respaldo nas escrituras, isto é mais que óbvio. Para o cristianismo, são santos todos aqueles que foram convertidos e salvos por Jesus Cristo.

Por razões que não se explicam biblicamente falando, para a Igreja católica, pessoas reconhecidas por “virtudes(?)” especiais podem receber oficialmente o título de “santo” inclusive com poderes de realizarem milagres o que é um absurdo e uma afronta aos ensinos de Jesus. Esse título é uma espécie de "certificado de garantida" de que a pessoa, mesmo depois de morta, está na graça de Deus. A questão fundamental para quem diz ser cristão é que não encontramos qualquer citação na BÍBLIA de alguém que depois de descer ao sepulcro tenha feito qualquer ação sobrenatural, a não ser Cristo Jesus. Outra coisa a considerar é que Deus não divide no céu o seu poder com outros, ele não precisa de auxiliares uma vez que Ele é onisciente, onipotente e onipresente, só e somente Deus pode nos atender sem a intermediação de qualquer outro “santo”.

Na Igreja Católica algumas pessoas são oficialmente reconhecidas como “santos”(?). Elas são vistas como tendo feito algo de extraordinário ou tendo uma especial proximidade com Deus. A veneração dos santos, em latim, cultus, ou o culto dos santos, descreve uma especial devoção aos santos populares. Embora o termo "culto" seja freqüentemente utilizado, significa apenas prestar honra ou respeito a alguém que já morreu.

Continua...

OLHO VIVO disse...

Continuação...
O “culto divino” está devidamente reservado apenas para Deus e nunca para o “santos” classificados de acordo com as normas e regras estabelecidas por homens pecadores e sujeitos às paixões deste mudo. Na teologia distorcida católica, uma vez que Deus é o Deus da Vida e, os santos estariam vivos no céu, podendo interceder ou orar junto à Ele por aqueles ainda em terra estariam assim credenciados ao título.

A Igreja Católica baseia sua crença nas seguintes passagens Bíblicas:

"Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações e intercessões e ações de graça em favor de todos os homens" - I Timóteo 2:1. Neste texto é muito clara a recomendação do Apóstolo Paulo para que os “VIVOS” orassem pelos “VIVOS”; é um desrespeito e uma falta de conhecimento das Escrituras tomá-lo para justificar que os ”santos” intercedam pelos homens na terra.

Os católicos deveriam continuar a leitura do texto, pois nos versos seguintes, ele mesmo, Paulo, vai dizer: “Porque só há um MEDIADOR” entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” - I Timóteo 2:5. É evidente que não precisamos de negociadores ou de secretários para chegarmos a Deus, podemos fazer isto diretamente sem termos que nos dobrarmos a qualquer imagem esculpida pela mão de homens. Temos livre acesso ao Pai e se não fosse assim, o calvário e o martírio de Jesus não teriam razão de ser, pois estaríamos passando um cheque em branco para que homens transformados em “santos” possam fazer a ligação entre a criatura e Criador.

Outro texto que é usado distorcidamente é: "...e estava em pé entre os mortos e os vivos; e cessou a praga” - Números 16:48. Este texto fala de Arão estar no meio de uma situação onde havia mortos e vivos por causa de uma praga, nada que credencie alguém a ousar dizer que pode alguém ser definido como “santo”. Sem comentários!

Um homem pode, segundo a igreja católica, ser designado como um “santo padroeiro” de causas específicas ou profissões, ou invocado contra doenças específicas ou catástrofes, mas isso é somente pensamento popular, não sendo uma doutrina oficial da Igreja, que aliás, se omite com a clara intenção de manter o povo arraigado a coisas que em nada contribuem para a vida espiritual da pessoa, além de não fazerem parte dos ensinos de Jesus. Os “santos” não têm poderes próprios, apenas os que são concedidos por Deus. Lamentavelmente a igreja católica não considera o fato de que o próprio Cristo tenha dado autoridade para que apenas os seus “Discípulos” enquanto em vida fizessem coisas sobrenaturais. “Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios...” - Mateus 10:8.

Só lembrando, SANTO, do latin, sanctu - “estabelecido segundo a lei”, “que se tornou sagrado”, que vive segundo os preceitos religiosos da lei divina. Mais, puro, imaculado, inocente, respeitável, venerável. Segundo a tradição judaico-cristã, atributo de Deus e um dos seus nomes, realçando a transcendência da natureza divina.

Portanto, Biblicamente fica claro que “santo” só vivos, pessoas que procuram viver em concordância com os ensinos de Jesus expressos nos seus ensinos sagrados. Qualquer outra tentativa é apenas criação de homens para darem ar de verdade aos seus ensinos religiosos.

Carlos Roberto Martins de Souza
crms2casa@hotmail.com

carlos augusto scapin disse...

RESPOSTA A OLHO VIVO :

Prezado irmão em CRISTO , a PAZ esteja contigo !

Concordo com você quanto a omissão da IGREJA na questão de ensinamentos e deixar as coisas como estão , também a que "Biblicamente fica claro que “santo” só vivos, pessoas que procuram viver em concordância com os ensinos de Jesus expressos nos seus ensinos sagrados."Por isso cremos que as pessoas que viveram assim na terra , estão vivas no céu , como o bom ladrão ,que JESUS afirma que estará com ELE ainda hoje no céu , como o rico e o lázaro ,e mais , como veremos a seguir . Espero que entenda que o catolicismo têm 3 fontes : a Bília , a Tradição Apostólica e o Magistério da IGREJA .
QUE LUZ VOCÊ USA ?
Se todos seguissem o novo testamento , não teríamos tantas confusões acerca de doutrinas .
Quando se tenta explicar ou desmentir alguma coisa à luz do antigo testamento , é como se você tivesse usando um fósforo para ler quando se tem uma lâmpada para acender !
Exemplo :
Eclesiastes 9,5 Antigo testamento :
"Com efeito, os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem mais nada; para eles não há mais recompensa, porque sua lembrança está esquecida."

Apocalipse 6,9-10 - Novo testamento :
"Quando abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos homens imolados por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho de que eram depositários. .
E clamavam em alta voz, dizendo: Até quando tu, que és o Senhor, o Santo, o Verdadeiro, ficarás sem fazer justiça e sem vingar o nosso sangue contra os habitantes da terra? "

DUAS MANEIRAS DE INTERPRETAÇÃO (uma do AT ,outra do NT) "O SENHOR É O MEU PASTOR , NADA ME FALTARÁ ."(Sl 23,1) COMIDA , VESTES , CARRO , MORADIA (E ÓTIMA , POR SINAL) , etc ...
"TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE ."(Fl 4,13) NÃO FICO MAIS DOENTE , NÃO PASSO MAIS NECESSIDADE , ETC ...
"EU VIM PARA QUE TENHAM VIDA , E VIDA EM ABUNDÂNCIA ."(Jo 10,10) FOME DO SUPÉRFLUO , ETC ...
Esses são os lemas preferidos dos que têm como seu senhor o próprio ventre (Rom 16,18) , e seguem o evangelho da prosperidade material , tentando unir o útil ao agradável , ou seja , unir DEUS e o dinheiro , sendo que isto é impossível (Lc 16,13) .

"O SENHOR É O MEU PASTOR , NADA ME FALTARÁ ."(Sl 23,1) FORÇAS PARA CONSEGUIR O REINO DE DEUS (AMOR , ALEGRIA , PAZ , LONGANIMIDADE , BENIGNIDADE , BONDADE , FÉ , MANSIDÃO < TEMPERANÇA)
"TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE ."(Fl 4,13) ENFRENTAR AS DOENÇAS , AS NECESSIDADES ETC ... SEM PERDER OS FRUTOS DO ESPÍRITO .
"EU VIM PARA QUE TENHAM VIDA , E VIDA EM ABUNDÂNCIA ."(Jo 10,10) A VIDA ETERNA .
Esses são os lemas preferidos dos que têm como seu SENHOR o próprio JESUS CRISTO(Jo 20,28) , e seguem o evangelho da prosperidade espiritual (Rom 13,14 ; Ef 4,24 ; Ef 6,11 ; Cl 3,12 ; Cl 3,14 ; 1Pe 5,5)
Em qual você se encaixa ???

carlos augusto scapin disse...

CONTINUA...

SOBRE QUEM SÃO OS SANTOS PERE A IGREJA CATÓLICA :
a) (Lc 4,8) "Adorarás o Senhor teu Deus e só a Ele servirás". - e em (I Tm 2,5) "Há um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, Homem"
Os católicos distinguem claramente entre culto de adoração, que devemos somente a Deus, nosso Criador e Redentor; e veneração, - que implica apenas: respeito, admiração, imitação, amor, etc., como se costuma demonstrar aos pais virtuosos, aos heróis da pátria ou da Igreja, erguendo em honra deles monumentos, e dando seus nomes a cidades, montanhas, praças, ruas, etc. Nada mais humano e também bíblico!


b) Intercessão. A própria Bíblia aplica o título de "mediador" também a Moisés (Dt 5,5): "Eu fui naquele tempo intérprete e mediador entre o Senhor e vós". E São Paulo, na mesma carta em que declara Jesus como único mediador entre Deus e os homens, indica também mediadores "secundários" (I Tm 2,1-5): "Recomenda que se façam preces, orações, súplicas e ações de graças por todos os homens..." Pois, fazer orações por outros, é de fato, ser intercessor e mediador entre Deus e os outros.

c) Alguns irmãos separados admitem que os vivos podem interceder em favor dos outros. Negam, porém, esta possibilidade aos falecidos, mesmo à Virgem Maria e aos Santos. Nós cremos assim :

Em II Mac 15,12-15 lemos: "Parecia-lhe (a Judas Macabeu) que Onias, sumo sacerdote (já falecido!)... orava de mãos estendidas por todo o povo judaico... Onias apontando para ele, disse: "Este é amigo de seus irmãos e do povo de Israel; é Jeremias (falecido!), profeta de Deus, que ora muito pelo povo e por toda a cidade santa".

Se, pois, Moisés e Timóteo em vida, e Onias e Jeremias depois da morte, como ainda muitas pessoas na Bíblia, rezam a Deus e são mediadores entre Ele e o povo, quem poderá proibir esta intercessão à Virgem Maria e aos Santos? Por isso, desde os primeiros séculos, os fiéis cristãos rezavam: "Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte".

Portanto, as palavras de São Paulo: "Há um só mediador entre Deus e homens, Jesus Cristo, Homem", a tradição apostólica as entende desta maneira: Jesus Cristo é o único Mediador (primeiro) que nos mereceu todas as graças e a salvação eterna, pela sua vida, morte e ressurreição. Só ele pode nos dar dos seus méritos, sem recorrer a nenhum outro mediador. Enquanto a Virgem Maria e os Santos intercedem por nós pecadores, como mediadores secundários, por meio de Jesus, recorrendo a seus méritos e sua mediação. Por isso, cada oração litúrgica termina: "Por Nosso Senhor Jesus Cristo..." Esta verdade herdamos dos primeiros cristãos. Antes de serem escritos os Evangelhos, eles aprenderam no "Sínodo Apostólico" (ou Credo dos Apóstolos) "Creio na Comunhão dos Santos". Sejamos gratos a Deus por tão bela verdade, por Ele a nós revelada.

carlos augusto scapin disse...

CONTINUAÇÃO ...

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA
PRIMEIRA PARTE - SEGUNDA SEÇÃO
A PROFISSÃO DA FÉ CRISTÃ - OS SÍMBOLOS DA FÉ
CAPITULO III - ARTIGO 9 - PARÁGRAFO 5

946 Depois de ter confessado "a santa Igreja católica", o Símbolo dos Apóstolos acrescenta "a comunhão dos santos". Este artigo é, de certo modo, uma explicitação
823 do anterior: "Que é a Igreja, se não a assembléia de todos os santos ? " comunhão dos santos é precisamente a Igreja.

947 "Uma vez que todos os crentes formam um só corpo, o bem de uns é comunicado aos outros... Assim, é preciso crer que existe uma comunhão dos bens na Igreja. Mas o

790 membro mais importante é Cristo, por ser a Cabeça... Assim, o bem de Cristo é comunicado a todos os membros, e essa comunicação se faz por meio dos sacramentos da Igreja ." Como esta Igreja é governada por um só e mesmo Espírito, todos os bem que ela recebeu se tornam necessariamente um fundo comum .

948 O termo "comunhão dos santos" tem, pois, dois significados intimamente

1331 interligados: "comunhão nas coisas santas (sancta)" e "comunhão entre as pessoas santas (sancti)".

"Sancta sanctis!" (o que é santo para os que são santos): assim proclama o celebrante na maioria das liturgias orientais no momento da elevação dos santos dons, antes do serviço da comunhão. Os fiéis (sancti) são alimentados pelo Corpo e pelo Sangue de Cristo (sancta), a fim de crescerem na comunhão do Espírito Santo (Koinonia) comunicá-la ao mundo.


I. A comunhão dos bens espirituais

949 Na comunidade primitiva de Jerusalém, os discípulos "mostravam-se assíduos ao

ensinamento dos Apóstolos, à comunhão fraterna, à fração do pão e às orações" (At 2,42).

185 A comunhão na fé. A fé dos fiéis é a fé da Igreja, recebida dos Apóstolos, tesouro de Vida que se enriquece ao ser compartilhado.

950 A comunhão dos sacramentos. "O fruto de todos os sacramentos pertence a todos os

1130 fiéis. Com efeito, os sacramentos, e sobretudo o Batismo, que é a porta pela qual se entra na Igreja, são igualmente vínculos sagrados que os unem a todos e os incorporam a Jesus Cristo. A comunhão dos santos é a comunhão operada pelos sacramentos... O nome comunhão pode ser aplicado a cada sacramento, pois todos

1331 eles nos unem a Deus... Contudo, mais do que a qualquer outro, este nome convém à Eucaristia, porque é principalmente ela que consuma esta comunhão ."

951 A comunhão dos carismas. Na comunhão da Igreja, o Espírito Santo" distribui

799 também entre os fiéis de todas as ordens as graças especiais" para a edificação da Igreja . Ora, "cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para a utilidade de todos" (1Cor 12,7).

CONTINUA ...

carlos augusto scapin disse...

CONTINUAÇÃO ...

952 "Punham tudo em comum" (At 4,32). "Tudo o que o verdadeiro cristão possui, deve

2402 considerá-lo como um bem que lhe é comum com todos, e sempre deve estar pronto e disposto a ir ao encontro do indigente e da miséria do próximo . O cristão é um administrador dos bens do Senhor .

953 A comunhão da caridade. Na "comunhão dos santos" "ninguém de nós vive e

1827 ninguém morre para si mesmo" (Rm 14,7). "Se um membro sofre, todos os membros compartilham seu sofrimento; se um membro é honrado, todos os membros compartilham sua alegria. Ora, vós sois o Corpo de Cristo e sois seus membros, cada um por sua parte" (1Cor 6-27). "A caridade não procura seu próprio interesse" (1

2011 Cor 13,5 ) O menor dos nossos atos praticado na caridade irradia em benefício de

845 todos, nesta solidariedade com todos os homens, vivos ou mortos, que se funda na

1469 comunhão dos santos. Todo pecado prejudica esta comunhão.

II. A comunhão entre a Igreja do Céu e a da terra

954 Os três estados da Igreja. "Até que o Senhor venha em Sua majestade e, com ele,

771 todos os anjos e, tendo sido destruída a morte, todas as coisas lhe forem sujeitas, alguns dentre os seus discípulos peregrinam na terra; outros, terminada esta vida,

1031 são purificados; enquanto outros são glorificados, vendo 'claramente o próprio Deus

1023 trino e uno, assim como é' ".
Todos, porém, em grau e modo diverso, participamos da mesma caridade de Deus e do próximo e cantamos o mesmo hino de glória a nosso Deus. Pois todos quantos são de Cristo, tendo o seu Espírito, congregam-se em uma só Igreja e nele estão unidos entre si ".

955 A união dos que estão na terra com os irmãos que descansam na paz de Cristo de maneira alguma se interrompe; pelo contrário, segundo a fé perene da Igreja, vê-se fortalecida pela comunicação dos bens espirituais ."

956 A intercessão dos santos. "Pelo fato de os habitantes do Céu estarem unidos mais

1370,2683 intimamente com Cristo, consolidam com mais firmeza na santidade toda a Igreja. Eles não deixam de interceder por nós ao Pai, apresentando os méritos que alcançaram na terra pelo único mediador de Deus e dos homens, Cristo Jesus. Por conseguinte, pela fraterna solicitude deles, nossa fraqueza recebe o mais valioso auxílio ":

Não choreis! Ser-vos-ei mais útil após a minha morte e ajudar-vos-ei mais eficazmente do que durante a minha vida .

Passarei meu céu fazendo bem na terra .

957 A comunhão com os santos. "Veneramos a memória dos habitantes do céu não

CONTINUA ...

carlos augusto scapin disse...

CONTINUAÇÃO ...

1173 somente a título de exemplo; fazemo-lo ainda mais para corroborar a união de toda a Igreja no Espírito, pelo exercício da caridade fraterna. Pois, assim como a comunhão entre os cristãos da terra nos aproxima de Cristo, da mesma forma o consórcio com os santos nos une a Cristo, do qual como de sua fonte e cabeça, promana toda a graça e a vida do próprio Povo de Deus".

Nós adoramos Cristo qual Filho de Deus. Quanto aos mártires, os amamos quais discípulos e imitadores do Senhor e, o que é justo, por causa de sua incomparável devoção por seu Rei e Mestre. Possamos também nós ser companheiros e condiscípulos seus ." Nossa oração por eles pode não somente ajudá-los, mas também tornar eficaz sua intercessão por nos.

958 A Comunhão com os falecidos. "Reconhecendo cabalmente esta comunhão de todo o

1371 corpos místico de Jesus Cristo, a Igreja terrestre, desde os tempos primevos da religião cristã, venerou com grande piedade a memória dos defuntos (...) e, 'já que é um pensamento santo e salutar rezar pelos defuntos para que sejam perdoados de

1032,1689 seus pecados'(2Mc 12,46), também ofereceu sufrágios em favor deles." Nossa oração por eles pode não somente ajudá-los, mas também tornar eficaz sua intercessão por nós.

959 ... na única família de Deus. "Todos os que somos filhos de Deus e constituímos uma

1027 única família em Cristo, enquanto nos comunicamos uns com os outros em mútua caridade e num mesmo louvor à Santíssima Trindade, realizamos a vocação própria da Igreja ."



RESUMINDO

960 A Igreja é "comunhão dos santos": esta expressão designa primeiro as "coisas santas" (sancta) e antes de tudo a Eucaristia, pela qual "é representada e realizada a unidade dos fiéis que, em Cristo, formam um só corpo ".

961 Este termo designa também a comunhão das "pessoas santas" (sancti) em Cristo, que "morreu por todos", de sorte que aquilo que cada um faz ou sofre em Cristo e por ele produz fruto para todos.

962 "Cremos na comunhão de todos os fiéis de Cristo, dos que são peregrinos na terra, dos de juntos que estão terminando a sua purificação, dos bem-aventurados do céu, formando, todos juntos, uma só Igreja, e cremos que nesta comunhão o amor misericordioso de Deus e de seus santos está sempre à escuta de nossas orações !"

OLHO VIVO disse...

QUEM SÃO OS SANTOS?

A primeira coisa é que uma religião séria precisa estar em harmonia nos seus ensinos, fundamentos e dogmas, assim quando os senhores afirmam que o catolicismo é o resultado da união da Bíblia com a Tradição Apostólica e com o Magistério da igreja as sua práticas devem, portanto representar o que estes conceitos ensinam. Ora, a própria BÍBLIA afirma peremptoriamente que ela é a ÚNICA regra de fé e prática no exercício da fé, ela não abre espaços para a inserção de outros ensinos senão aqueles contidos nelas. “Examinais as Escrituras, porque cuidais ter NELA - Bíblia - a vida eterna e são apenas elas que de mim testificam” - João 5:39, afirmativa do próprio Jesus aos Judeus que o perseguiam deixando claro que as distorções daqueles homens que tentavam impor uma religião falsa não tinha fundamento nem valor algum.

Outra coisa é “estar no céu” e ter “poder para atender pedidos” seja lá de quem for, neste sentido a Bíblia afirma novamente: “Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem a sepultura” - Salmos 115:17. Afirma ainda que depois da morte resta-nos apenas o juízo eterno, e ainda: “Porque não pode louvar-te a sepultura, nem a morte glorificar-te; nem esperarão em tua verdade os que descem à cova” - Isaías 38:18. Não há qualquer texto, por menor que seja, que dá ao homem o direito de usar de defuntos para levar recados a Deus, também não há qualquer menção de que os Apóstolos tenham usado deste artifício, isto sem falar que Paulo foi taxativo ao exigir que fossemos seus imitadores aqui na terra. Esta recomendação torna contraditório os ensinos católicos, uma vez que Paulo era defensor ferrenho das regras de vida e de servir a Deus ensinadas por Jesus. Ora, nem mesmo Jesus permitiu ou autorizou esta forma até mesmo porque se quisermos ir a Deus basta nos curvarmos em gesto de humildade a ÊLE e apresentar diretamente os nossas angustias e necessidades.

Partindo do pressuposto do ensino católico Deus não é onisciente, onipotente e nem tão pouco onipresente visto que pela doutrina católica há mortos no céu que podem resolver os problemas do homem. Vou mais longe, a Bíblia é enfática ao afirmar que só Jesus é o Deus conosco possuidor de poderes que o próprio Pai possui. Esta capacidade jamais foi dada a outros, assim nenhum morto tem capacidade para desvendar a mente e o coração do homem, mesmo que esteja no céu. Tem mais, a Bíblia afirma que todos deverão se submeter ao JUÍZO FINAL, e aí se o tal santo for reprovado? Vou além, quando a Bíblia diz que se quisermos alguma coisa basta pedirmos ao PAI e não a mortos ou a alguém que supostamente morreu e esteja no céu - João 14:13. É a BÍBLIA! Porque será que Jesus mandou deixar que os mortos enterrassem seus mortos? Não acabou! O que quer dizer este texto? “Porque só há UM só MEDIADOR entre Deus e o homem, Jesus Cristo o homem”.

Há ainda outro aspecto que contradiz os ensinos católicos quando a Bíblia afirma: “E vi os MORTOS, grande e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os LIVROS, que é da vida; e os MORTOUS foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, SEGUNDO AS SUAS OBRAS. Fica muito claro que tanto vivos como mortos passarão indubitavelmente pelo Juiz Supremo o que invalida qualquer argumento de santos secretariarem Deus nos problemas pertinentes ao homem.

Quanto aos santos, não vou perder tempo, afinal quem dá a ultima palavra é a BÍBLIA e ela não deixa qualquer variável quanto a ser santos e poderem ser tratados como tal apenas seres VIVOS.

Catecismo, Dogmas, Tradições são invencionismos humanos para adaptarem suas vontades dando a elas aparência de crença uma vez que a BÍBLIA por sua natureza dá ao homem uma única opção para a sua conduta quanto a sua fé.

Carlos Roberto Martins de Souza
crms2casa@hotmail.com

Anônimo disse...

a palavra de Deus diz que o unico que não tem pecado é Jesus. para morarmos no céu temos que ser santos(puros pra Deus)mas ainda assim continuamos com pecado. mas adorar ou venverar santos é pecado! não preciso anunciar-me um "heroi", se Deus que nos ve em secreto nos dará o galardão merecido.
obrigado!

Anônimo disse...

olha eu acho que os evangelicos nao sabem iterpretar a biblia e quanto mas evangelicos mas o evangelho mas falso fica porque eles acham q sao deus e q ja estao salvos e tem o direito de julgar os catolicos por motivos mas tolos sera um bom catolico sabe q santos nao tem poder sao apenas intercessores e isso e dificil entrar na cabeça de um evangelico orgulhoso dominado pela prop´ria religiao e nao a deus quando vai chegar o dia q os evangelicos vao olhar so na palavra de deus vai parar de tomar conta da vida dos outros sera q eles nao sabem q ue e pecado ficar julgando o seu proprio irmao para tomar cuidado com lingua quem somente pode julgar o ser humano e so deus e q conhece o verdadeiro coraçao do ser humano se as pessoas se preocupasse mas em agradar a deus nao haveria tantas brigas em religiao pois acredito que deus nao gosat que usem o no,e dele para ser incentivo discussoes como uma boa catolica eu penso assim que deus quer q o homem seja a imagem e semelhança de deus e q ele quer q ele nao seja o unico santo mas quer q seu povo seja santo como ele e claro que nunca chegaremos aperfeiçao mas uma aproximaçao a santidade nos leva mas perto de deus e acreditamos meesmo q quando fazemos avontade de deus ele nos ajuda porque somente ele tem poder para nos ajudar e para realizar a sua vontade e se hoje os catolicos acreditam em santos e porque deus nos ouvi sim atraves deles porque se nao haveria tantas e tantas graças por intercessao dos santos nao aconteceria pois aquele q largam tudo para servir o reino dos ceus como jesus mesmo falou tem sua morada garantida no ceu e graças egraças alcançaram mas um evangelico com perdao das palavras e incapaz de entender isso e pra acabar nos nao tem os santos como deuses nos sabemos q eles nao tem poder algum isso e paranoia de cabeças q sao incapazes de entender o verdadeiro evangelho e maria nao morreu ele foi elevada ao ceu viva quanta falta informaçao do verdadeiro evangelho mas mesmo assim eu ainda entendo meus irmaozinhos vive mas para religiao do para deus mas de qualquer forama sao nossos irmaos de fé e devemos amar um ao outro por que a paz deus esteja sempre conosco e q devemos entender a opiniao de cada um pois nao devemos querer o mau de ninguem assim seja feita vontade de deus em cada um que em que nele cre e se hoje eu sou uma catolica consciente sei que ao inves de ficarmos criticando vamos desejar o bem para todos os nossos irmaos da terra vamos seguir jesus so amor vence odio criticas discussoes de coisas que nao valem a pena e todos nos catolicos como evangelicos estamos a busca de um unico amor que o amor de deus por deus eu me renda a tudo para nao haver mas briga em religiao pois essas coisas deixam muito triste e so servem para magoar um ao outro gente vamos pensar em fazer mas a vontade de deus tanta gente ai passando fome e muita gente discotindo qual e religiao q tem razao faz cada a sua parte olhar para o outro so deus sabe quem sao os verdadeiros adodores dele isso eu digo as pessoas nao religiao deus nao quer religiao de ninguem ele que aquelas pessoas q realmente servem e reconhecem como eu reconheço como unico deus e jesus unico salvador ninguem e maior do que nosso deus pai todo poderoso por intendam a gente os santos como intercessores nao como deus e quem neles acreitam a graças de deus por intercessao por isso que a tantos devotos o ceu e a terra proclamam glorioso porque o nosso deus pai merece muuuuuuuuuuuuuuuuuito pedao pelas palavras e que deus abençoe todos nos e deixe q o de jesus imunde o coraçao de todos nos ao ponto q haja so paz na terra seria tao bom se todo mundo deixasse o amor de cristo reinar nessa terra assim nao existiria discussoes brigas intrigas fofocas todos os maus causados por temos uma linqua muito grande ne vamo olhar paranos mesmo e entender mas os outros julgar so deus ne entao mas amor por favor com todos o nosso irmao pois jesus nos ensinou que somos todos iqual independente de cor classe ou religiao